Instalação e Configuração Básica do Moodle para iniciantes

Jump to: navigation, search

O Moodle é um LMS (Learning Management System) que vem sendo largamente utilizado como Ambiente Virtual de Aprendizagem em vários cursos, tanto em Educação a Distância como ferramenta de apoio ao ensino presencial. Esse grande uso pode ser justificado pela flexibilidade do sistema (funcionalidades podem ser adicionadas facilmente através de módulos), pela tradução em várias línguas (mais de 70), pela portabilidade (funciona em vários SOs e SGBDs). O objetivo desse tutorial é explicar ao usuário iniciante o funcionamento básico do Moodle e suas principais configurações. Ele será dividido em duas partes: instalacão e configuração do sistema.

PARTE 1 – INSTALAÇÃO DO MOODLE

Para esse tutorial, levaremos em consideração um servidor web apache na versão 2.2, com SGBD Postgres e PHP 5.2. Outros SGBDs podem ser utilizados, como o MySQL ou Oracle. Por questões de permissão, a base de dados e o usuário com acesso pode ter que ser criado antes do início da instalação, a critério do administrador do servidor.

Para instalação, o primeiro passo é fazer o download do sistema, a partir do site www.moodle.org. Existem duas opções de download, a versão estável e a semanal. Em testes realizados no curso ARL, geralmente a versão semanal, que é a mais atualizada, não tem apresentado problemas. Após o download, que pode ser feito em formato zip ou tgz, o pacote de instalação deve ser descompactado no diretório que é acessível via web pelo Apache. Após a descompactação do arquivo, basta acessá-lo via web.

A primeira tela apresentada ao administrador é para escolha da linguagem para instalação. Em seguida, são apresentadas as configurações do php exigidas e a verificação se as mesmas estão habilitadas no servidor. Caso alguma configuração do php não esteja correta, é informado ao usuário o problema que isso pode provocar.

Em seguida, devem ser informados os diretórios do Moodle: Endereço web do sistema, diretório de instalação e um diretório de dados. Esse diretório conterá os arquivos de usuários, arquivos locais de linguagens, entre outros. Ele não deve ser acessível via web e deve ter permissão de escrita para o Apache.

O próximo passo é a escolha do tipo de banco de dados (MySQL, Postgres, etc.), o endereço do servidor, o nome da base de dados (em alguns casos é necessário colocar a porta de acesso, no caso do postgres :5432:Aallow) e nomes de usuário e senha. Também deve ser informado um prefixo que será comum a todas as tabelas criadas pelo moodle. Em seguida são informadas ao usuário as extensões do php necessárias, configurações do banco de dados, versões de aplicativos, dentre outros detalhes. Caso alguma coisa não esteja correta, o usuário é informado do problema que isso pode gerar. Em seguida, deve ser baixado o pacote de idioma que foi escolhido na primeira tela. Caso não seja feito esse download, o sistema utilizará o inglês. O download também pode ser feito manualmente no site do sistema, e descompactado na pasta lang, dentro da pasta de instalação. O próximo passo é a criação do arquivo config.php com base nas configurações fornecidas. Caso tudo esteja correto, o arquivo será criado. Caso o apache não consiga gravar no diretório de instalação, ele mostrará o conteúdo do arquivo e o usuário deverá criá-lo manualmente.

Em seguida, o usuário deve aceitar as cláusulas de direitos autorais (baseados na licença GNU). Se tudo estiver correto, começará a criação das tabelas que serão usadas pelo sistema no banco de dados. Caso exista algum erro, o usuário será informado. Terminada essa etapa, é necessária a criação de um usuário administrador, que terá totais poderes em todo o sistema. Após o preenchimento dos campos necessários (como nome de usuário, senha e e-mail) o usuário deverá preencher as informações do site, como nome do curso ou da instituição (nome do site), Descrição, etc..Feito isso, a instalação estará completa.

PARTE 2 – CONFIGURAÇÃO DO MOODLE

Nessa segunda parte, serão abordadas as principais configurações em uma nova instalação do Moodle, a partir do menu administrativo do sistema. Essa parte do tutorial será dividida de acordo com os links do próprio menu. Para melhor entendimento, é necessária uma explicação sobre a estrututa do Moodle. Essa estrutura pode ser dividida em Módulos e blocos.

  • Blocos: São caixas adesivas localizadas normalmente nas laterais da página. Possuem na maioria das vezes links para atividades, recursos ou módulos ou ainda funcionalidades simples, como apresentação de informações ou acesso a recursos. São usados também para acesso a ferramentas nativas do Moodle, como calendário por exemplo. Esses blocos são manuseáveis, podendo se escolher quais serão exibidos e o posicionamento dos mesmos. A figura abaixo mostra o exemplo de um bloco.

Imagem:Menu-adm.png

Bloco - Menu Administrativo

  • Módulos: Estruturas um pouco mais complexas do que os blocos, é onde se concentram a maioria dos recursos extras do Moodle. Alguns módulos são contidos na instalação padrão do Moodle, como por exemplo Fórum, Lição, Questionário e Tarefa. Outros módulos importantes, como por exemplo o módulo Book, e ainda módulos administrativos ou de contato do sistema com outros aplicativos devem ser instalados posteriormente. Normalmente podem ser acessados através de links em blocos (seu funcionamento pode inclusive estar integrado), em paginas exclusivas ou ainda no layout principal de uma sala ou da página principal entre os blocos. Abaixo pode ser visualizado um exemplo de módulo, o fórum.

Imagem:Forum.png

Exemplo de módulo - Fórum

As principais funções, no menu administrativo são:

  • Avisos: Seção onde são mostradas algumas informações do sistema. Também é utilizado para instalação de novos módulos ou blocos, que é feita da seguinte maneira: Após download do módulo ou bloco no site do Moodle, o mesmo deve ser descompactado no diretório correto (/blocks para blocos e /mod para módulos). Em seguida, é feita a instalação através do menu Avisos.
  • Usuários: Aqui são gerenciadas as contas de usuários (criação/edição/exclusão), a maneira como os mesmos fazem login, criação de campos extras no perfil, dentre outras coisas. Também é feito aqui o gerenciamento de permissões, onde podem se criar diferentes tipos de usuários, com diferentes funções dependendo do contexto em que o usuário se encontra. Assim é possível criar usuários com determinados poderes dentro de um determinado local do sistema, se necessário.
  • Cursos: Aqui são gerenciados os cursos do sistema, ou seja, as salas virtuais (criação/edição/exclusão). Os cursos podem ser organizados por categorias. Aqui também são gerenciadas as formas de inscrição de alunos nos cursos e os backups.
  • Notas: São as configurações globais do sistema de notas do Moodle. A partir da versão 1.9, o sistema de notas do Moodle foi totalmente modificado, tornando-se mais robusto e assim comportando diferentes realidades acadêmicas. Uma dificuldade inicial que pode ser encontrada é uma pequena dificuldade de manuseio dar parte de usuários dos usuários menos experientes. É possível configurar escalas, letras (conceitos), categorias de notas, dentre outros. Locais: Configurações de local, como fuso horário, entre outros.
  • Idioma: Configurações de linguagem, bem como tradução de expressões que não estejam no idioma padrão utilizado pelo site. É possível definir apenas um idioma ou dar a opção ao usuário para escolha do idioma
  • Módulos: Aqui é feito o gerenciamento dos módulos (extensões) e blocos instalados. Alguns módulos, como chat, fórum, etc., são da instalação padrão do Moodle, mas podem ser gerenciados por aqui. As configurações globais das extensões geralmente são acessadas por este local. Também é possível desinstalar ou ocultar módulos e blocos
  • Segurança: Nesse local é feito o gerenciamento das políticas de segurança do site, como uso de login seguro, exigência de login para visualização da página inicial, além do uso de anti-vírus.
  • Aparência: Nesse local é configurada a aparência do site, com a escolha do tema a ser utilizado. Alguns temas são disponibilizados na instalação padrão, porém é possível instalar novos temas, bastando baixá-los do site oficial do Moodle e descompactá-los no diretório themes. Também é possível gerenciar algumas outras configurações relacionadas a aparência e exibição de dados.
  • Página Inicial: Configurações do que deve ser exibido na página inicial (lista de cursos, de notícias, etc.), além da edição dos dados definidos na instalação do sistema. Também é possível por aqui gerenciar os arquivos do site (armazenados na pasta de dados definida na instalação).
  • Servidor: Configurações relacionadas ao servidor onde o site está hospedado, como caminhos do sistema, manipulação de sessão, configurações de RSS, etc.
  • Rede: Função para integração de mais de uma instalação do Moodle.
  • Relatórios: Acesso a logs e estatísticas do sistema.

Nessa segunda parte do tutorial foram listados as principais funções de cada link do menu administrativo do sistema. Mais informações sobre instalação e configuração do Moodle podem ser encontrados na sua documentação, em http://docs.moodle.org/. Essa documentação encontra-se disponpivel também em português, porém a versão mais completa é a em Inglês. Também pode ser encontrada ajuda na comunidade do Moodle. O endereço do fórum brasileiro é http://moodle.org/course/view.php?id=35.